Jasmim - Vectrix Vx1 - Sta M. da Feira


  • Não entendo isso de Mobi.e ligado à rede e outros que não são. Que rede? :oops: :?:
    jasmim
     
    Mensagens: 264
    Registado: 18 mai 2014, 21:53
    Localização: Santa Maria da Feira


  • jasmim Escreveu:Não entendo isso de Mobi.e ligado à rede e outros que não são. Que rede? :oops: :?:


    Estou a falar da rede de comunicação não da rede eléctrica.
    MRider
     
    Mensagens: 896
    Registado: 19 mai 2014, 00:05
    Localização: Ilha da Madeira


  • Ah! :mrgreen:
    jasmim
     
    Mensagens: 264
    Registado: 18 mai 2014, 21:53
    Localização: Santa Maria da Feira


  • Tive o meu primeiro susto com a autonomia.
    Fui ao Porto e, na viagem de regresso, com 40 km feitos, olho para as barras e estavam precisamente a meio, o que me permitia encarar o regresso com confiança dado que me faltavaa cerca de 15 km para chegar a casa. Como a minha Vx 1 até agora me tem contemplado com 55 a 64km de autonomia, nada indicava o que se ia passar a seguir...
    Aos 41 km, em plena A1, acende-me a luz vermelha da bateria e vejo as barras a desaparecerem uma após uma num ápice... Medo :o
    Por sorte estava a 2 km do posto mobi.e dos Cravalhos...
    Aos lá chegar, e com 42 km restava-me apenas uma barra, em 2 km desapareceram todas! Ao avistar o posto, vejo um I3 em carregamento. Penso imediatemaneto para mim "com sorte está a utilizar o modo de carregamento 2, se ao menos tivesse a minha ficha mennekes..." O pior não aconteceu, estava o posto 1 à minha espera.

    Imagem

    Imagem

    Só que, ao fim de 18 minutos de carregamento a moto deixou de carregar.Cheguei a pensar que alguma coisa tinha avariado. Dirigi-me a uma loja de compra e venda de ouro a pedir um ponto de luz e prontamente se ofereceu. Ainda perguntou se iria ficar caro mas expliquei que seria apenas uns cêntimos e depois conversa do costume sobre veículos elétricos, custos, caregamentos.... Ao fim de 30 min de carregamento, apesar de o Sr. não querer nada, deixei dinheiro para ele tomar um café. :)
    Imagem

    Liguei, para a Mobi.e e ainda tentaram resolver a situação por telefone com alguns testes com a minha moto ligada no posto porque achavam estranha a situação. Mas nada feito. Será que por lá terem 2 veículos a carregar disparou o disjuntor? O assistente Mobi.e disse que não que a informação que tinha no computador era que tudo estava Ok. Ainda perguntou se não era da minha moto ao que respondi que não podia ser dado que tinha acabado de carregar na loja em frente. Deixou-me um contacto de telemóvel para na próxima vez que carregar num posto entrar em contacto com ele para voltar a fazer testes. Ponto positivo para a Mobi.e que parece preocupar-se com os problemas...

    Depois deste relato, a minha questão é esta: este acontecimento é o tal efeito de memória conhecido nas Vectrix? Não tenho a certeza, mas penso não ter andado 1000 km sem ter feito uma descarga profunda. No entanto, também é verdade, que faço com frequência carregamentos com 15 km percorridos.
    jasmim
     
    Mensagens: 264
    Registado: 18 mai 2014, 21:53
    Localização: Santa Maria da Feira


  • É essa a parte menos boa desse tipo de baterias!
    Não transmite aquela confiança como com as de LiFePO4.
    Ainda assim, com os devidos cuidados, podem aguentar-se por muitos e muitos anos!
    Provavelmente se fosse a andar muito devagar, poderia não ter acontecido essa situação, a de perder as barras de repente! (digo isto embora não tenha experiência com essa mota, mas alguma com este tipo de baterias)
    Jorge Rocha
     
    Mensagens: 410
    Registado: 18 mai 2014, 23:56


  • Efetivamente, este tipo de baterias já foram um bom produto aquando da criação das Vectrix. Em 2007, não havia muita alternativa. As baterias existentes no mercado eram de chumbo ou de níquel. (As de lítio estavam a preço proibitivos, penso...). Hoje em dia, já não faz sentido as de níquel, a não ser que, e isto sou eu a especular, se as Vectrix tivessem BMS o efeito de memória não existiria. Os entendidos que se pronunciem.
    Jorge, por acaso até vinha a um ritmo baixo de 50 / 60 km/h porque, como sabes, para poder ir de minha casa ao Porto e voltar com uma só carga, tenho que ter esse cuidado.
    Para a próxima tenho que estar atento à voltagem a ver se consigo anticipar isto. É que a voltagem não está permanentemente presente no CB, é preciso usar o corte corrente e carregar na manete esquerda, algo que se faz facilmente em andamento mas é preciso lembrar... Como até ao momento, as barras eram de uma extrema fiabilidade pensei que não iria ter problema de autonomia.
    Talvez tenha que alterar os hábitos de carregamento, gosto de ver as barras todos, por isso todas as vezes que podia, punha à carga. Talvez a minha atitude tenha ajudado as células a "pensarem" que só tinham 40 km de autonomia.
    Cada dia vou aprendendo mais... ;)
    jasmim
     
    Mensagens: 264
    Registado: 18 mai 2014, 21:53
    Localização: Santa Maria da Feira


  • Claro isso são ossos do ofício. Com o tempo aprendes os truques :-)
    MRider
     
    Mensagens: 896
    Registado: 19 mai 2014, 00:05
    Localização: Ilha da Madeira


  • É isso mesmo! Depois de lhe conheceres as manhas, já podes contornar um pouco esses contratempos!

    Muitos falam que normalmente só fazem uns 30Km/dia, e que então não justifica um maior investimento numa mota com capacidade para mais. Errado!
    Se queremos efectivamente poupar, devemos projectar ter um veiculo que possa percorrer os percursos maiores que raramente fazemos, e ainda mais uns 20% para os enganos, para que nos outros dias as baterias andem folgadas, e para que nunca mais seja necessário trocar para o CI, e andando sempre despreocupado.

    Jasmim,
    Espero que um dia ainda possas colocar uns 8KWh ou + na tua maquina para verificares todas as suas vantagens!
    Jorge Rocha
     
    Mensagens: 410
    Registado: 18 mai 2014, 23:56


  • Jorge Rocha Escreveu:É isso mesmo! Depois de lhe conheceres as manhas, já podes contornar um pouco esses contratempos!

    Muitos falam que normalmente só fazem uns 30Km/dia, e que então não justifica um maior investimento numa mota com capacidade para mais. Errado!
    Se queremos efectivamente poupar, devemos projectar ter um veiculo que possa percorrer os percursos maiores que raramente fazemos, e ainda mais uns 20% para os enganos, para que nos outros dias as baterias andem folgadas, e para que nunca mais seja necessário trocar para o CI, e andando sempre despreocupado.

    Jasmim,
    Espero que um dia ainda possas colocar uns 8KWh ou + na tua maquina para verificares todas as suas vantagens!


    Como sabes, estou a ponderar isso ;) Vamos ambos arranjar um tempinho para nos encontrarmos e ver a viabilidade da questão.
    Jorge, se colocássemos mais KWh, as Nimh deixariam de ganhar efeito de memória ou teria o mesmo comportamento mas de forma mais dilatada no tempo/quilometragem?
    jasmim
     
    Mensagens: 264
    Registado: 18 mai 2014, 21:53
    Localização: Santa Maria da Feira


  • Se não entendo mal esta química (NiMh), penso que quanto mais lenta for a descarga menor será o efeito de memoria. Mas isso não será muito linear... Poderá na mesma ficar sob efeito de memoria, mas podendo mais facilmente continuar a viagem com a ajuda de outra bateria que suporte os picos de corrente maiores.

    O melhor mesmo seria colocar tudo novo (em LiFePO4) e retirar esse pack para um acumulador de energia solar. Pensa nessa possibilidade...
    Jorge Rocha
     
    Mensagens: 410
    Registado: 18 mai 2014, 23:56

AnteriorPróximo


Voltar para Diários de bordo



cron